sexta-feira, 5 de outubro de 2012

EM SÃO BENTO DO SUL - BELA FESTA ! - parte 3

Apesar de Gustav e Tekla terem passado por Curitiba e Rio Negro antes de se instalarem em São Bento do Sul, os filhos mais novos foram batizados na Igreja Luterana apenas alguns anos após o falecimento dos dois. Assim, no dia 30 de junho de 1912, a igreja de São Bento do Sul recebeu cinco jovens, com idades entre 17 e 7 anos de idade, para dar o sacramento do batismo. Deve ter sido uma bela festa !!

"A imagem ..., repassada por Fabio Krawulski Nunes, foi publicada em um livro de 1901 da autoria do alemão Robert Gernhard e é a mais antiga foto conhecida da Igreja Luterana do centro de São Bento, que, como se vê, ainda não possuía torre." Grupo FB São Bento no passado.
Igreja Luterana de São Bento do Sul - prédio de 1891, a torre é posterior


SÃO BENTO DO SUL - BATISMOS - 1912  (pg. ~118)

Registro n° 2
Helena (nascida em Curitiba-PR)
nascida em 08 de dezembro de 1895
pais: + Rühe Gustav e +Thekla geb. Jakoby
residente em Bugrestrasse
testemunhas: (ilegível) Gusmann

Registro n°3
Richard (nascido em Rio Negro-PR)
nascido em 06 de julho de 1898
pais: +Rühe Gustav e +Thekla geb. Jakoby
residente em Bugrestrasse
testemunhas: Franz (ilegível)

Registro n° 4
Arthur (nascido em São Bento do Sul-SC, região urbana)
nascido em 17 de agosto de 1900
pais: +Rühe Gustav e +Thekla geb. Jakoby
residente em Bugrestrasse
testemunhas: Germano Rühe e (ilegível)

Registro n° 5
Anna (nascida em São Bento do Sul-SC, Bugrestrasse)
nascida em 04 de outubro de 1902
pais: +Rühe Gustav e +Thekla geb. Jakoby
residente em Bugrestrasse
testemunhas: (ilegível) Gusmann

Registro n° 6
Teodor (nascido em São Bento do Sul-SC, Bugrestrasse)
nascido em 28 de fevereiro de 1905
pais: +Rühe Gustav e +Thekla geb. Jakoby
residente em Bugrestrasse
testemunhas: em branco

Fonte: Livro da Igreja Luterana de São Bento do Sul-SC (microfilme 2244066 SUD)





A primeira foto é do grupo FB "São Bento no passaddo", as demais são do blog "São Bento do Sul em fotos".

De São Bento do Sul a família Rüher se dispersou. Em 1914 a filha Maria casou em Curitiba, as filhas Emília, Helena e Anna também se estabeleceram nessa cidade. Alguns dos filhos homens permaneceram em Santa Catarina, na própria São Bento, em  Lages (Otacílio Costa), em Rio Negrinho, em Corupá.