terça-feira, 25 de março de 2014

JOSEPH ROBERT - POSTAIS DA I GUERRA MUNDIAL

Abaixo quatro dos oito cartões postais enviados por Joseph Robert do front da I Guerra Mundial ao seu irmão Antônio Robert e ao sobrinho Fernandes:

Cartão sem data, destinado ao sobrinho Fernandes Robert, meu avô.



Cartão sem data, destinado ao irmão Antônio Robert, meu bisavô.



Cartão de 09 de janeiro de 1916, também para meu bisavô Antônio Robert.



Cartão de 3 de novembro de 1916, para meu bisavô Antônio Robert.



Os demais postais estarão na próxima postagem.

terça-feira, 18 de março de 2014

OS FILHOS DE JACQUES ROBERT - JOSEPH (3)

Em 11 de novembro de 1918 acabou a Primeira Grande Guerra.
           
Em 16 de dezembro de 1918, Joseph envia um cartão postal da Bélgica dizendo que acredita  estar liberado do serviço militar no final do mês.

Em 31 de dezembro, Joseph foi novamente transferido para o 38° RI de Saint-Etienne em licença por tempo indeterminado, onde tinha residência na Rue J.J.Rosseau n° 12. 

Estaria ferido ? Já que seis meses depois foi para o Regimento localizado no Anexo do Grand Palais, transformado num grande hospital durante a guerra ...

Em junho de 1919, muda-se para Paris e passa para a reserva do 101° Regimento de Infantaria (Paris – Saint Cloud), tendo sido liberado definitivamente do serviço militar em abril de 1921, aos 50 anos de idade.





Raras fotos coloridas de soldados franceses da I Grande Guerra em Paris, daqui.

Como foi uma guerra de front, apenas uma região do país estava em estado de guerra as demais continuavam em relativa paz, os soldados tiravam licenças para descanso, quando podiam retornar as suas casas. Joseph fala de duas licenças, uma de 23 dias (em cartão sem data)  outra de nove dias (em cartão de 03 de novembro de 1916). 

Os dois  últimos endereços que Joseph Robert forneceu ao exército francês foram em Paris. 



O processo de imigração no Brasil provoca situações desconcertantes.

Maria de Lourdes Robert, minha mãe, teve um tio-avô, Joseph Robert,  participando da Primeira Guerra Mundial do lado francês, no 92° Regimento de Infantaria de Clermont-Ferrand.

Ao mesmo tempo seu sogro, meu avô paterno, também esteve presente no confronto,  porém do lado alemão. Willi Jablinski, do 88° Regimento de Infantaria de Mainz. Também um tio italiano de Rubens Jablinski, meio-irmão de sua mãe Luiza Capozzi, participou e faleceu no conflito.

Willi entrou no conflito antes de Joseph e saiu antes também,  por um grave ferimento. Willi lutou na Romênia, Joseph na França. Para saber mais sobre as Batalhas de Verdun e Somme, clique aqui.

Esse ano, 2014, comemora-se os centenário da Grande Guerra, alguns momentos interessantes estão:

Alguns filmes históricos, disponibilizados aqui.

A trégua natalina, animação em curta metragem, para saber mais, clique aqui.





terça-feira, 11 de março de 2014

OS FILHOS DE JACQUES ROBERT - JOSEPH (2)

A Primeira Guerra Mundial ocorreu entre julho de 1914 e novembro de 1918, com França, Império Britânico, Império Russo (até 1917) e EUA (a partir de 1917) de um lado e o Império Alemão, Império Austro-Hungaro e Império Turco-Otomano de outro, resultando  num novo mapa geo-político da Europa.

Para saber mais sobre a I Guerra Mundial clique aqui e aqui.
Para algumas fotos, clique aqui. 
Documentário, clique aqui.

Em outubro de 1915, Joseph Robert apresentou-se ao quartel de Saint-Etiènne. Havia sido convocado para a I Guerra Mundial e respondeu a essa convocação.



Joseph num primeiro momento pertenceu a Armée active. Pelo que se observa nos cartões postais, Joseph Robert tinha como ponto de referência a cidade de Saint-Etiènne, Loire, da 13° Region Militaire.

Segundo a documentação militar acima,  Joseph Robert apresentou-se ao 38° Regimento de Infantaria da ativa (St. Etiènne) no dia 15 de outubro de 1915, contava com 44 anos de idade,  e  por dois meses aí permaneceu, até o dia 13 de novembro.

A partir de 13 de novembro de 1915 Joseph passou para o 92° Regimento de Infantaria da ativa, (RI), 13° Corps d'Armée, 26° Divisão, 52° Brigada de Infantaria, de Clermont-Ferrand, Quartier Desaix. Aí permaneceu até 04 de outubro de 1917.

História do 92° Regimento de Infantaria, de Clermont-Ferrand, durante a I Guerra Mundial, clique aqui e aqui.

Joseph foi incorporado ao 92° quando este Regimento já se encontrava na Bélgica que havia sido invadida pelos alemães. Nesse Regimento  participou das batalhas :

- em 1915, na Bélgica, ao norte de Zounebecke (Ypres) onde recupera posição dos alemães,

- até  o final do ano permanecem no Somme e Oise (norte da França) para recuperar forças,

- em 09 de janeiro de 1916, Joseph envia para Antônio Robert um cartão postal da cidade de Pontgibaud onde estava “parado”. Essa cidade fica a apenas 20 km do quartel do 92° RI (Clermont-Ferrand),

- em 1916 participa da  batalha de Verdun (que durou entre 21 de fevereiro e 18 de dezembro). Junto com os demais Regimentos da 13° Corps d'Armée, o 92° chegou para a defesa de Verdun no final de fevereiro. De 6 de março a 11 de março tomam os bosques de Corbeaux e Cumières. Nesta retomada sobreviveram  300 soldados do 2° e 3° batalhão, 600 ficaram feridos e os demais morreram.

- ainda em 1916  participa da Batalha de Somme (que durou entre julho e novembro de 1916).

- para o 92° RI a ofensiva de Somme começou em setembro de 1916 e num dia apenas, 6 de setembro,  o Regimento perdeu 7 oficiais e 72 soldados, 290 ficaram feridos e 63 desaparecidos,

- em 3 de novembro de 1916 Joseph envia de Saint-Etienne outro cartão a Antônio, dizendo que terá uns 9 dias de licença,

- de Somme o Regimento parte para Crépy-en-Valois e daí para o campo de treinamento de Neufchâteau onde ficam até janeiro de 1917,

- em fevereiro de 1917 estão acampados no bosque de Thiescourt,

- em março em Noyon,

- em abril o Regimento participa da ofensiva de Saint-Quentin

- novamente em Verdun, em agosto de 1917, na recuperação da colina 304

- o Regimento passou o mês de setembro em Vaubécourt e daí  até dezembro próximo a Vauquois.

Em  04 de outubro de 1917, Joseph foi transferido do 92° RI para o 259° Regimento Territorial de Infantaria (RIT). Na Armée territorial os soldados não participam diretamente do front, eles realizam toda a infra-estrutura  necessária, trabalham na construção de trincheiras, construção e reparação de estradas de ferro e estradas, etc.

O 259° RIT por ocasião da transferência de Joseph tinha dois batalhões :

–o 1° Batalhão esteve “parado” em Crugny (Marne), Serzy e Tramery executando trabalhos ferroviários, depois em Craonelle (Aisne) no transporte de munição (centro de estocagem de Proully), depois em Crevecour (abril de 1918)

–o 2° Batalhão permanece no Marne em 1917 realizando trabalhos nas estradas de rodagem, em 1918 ele foi enviado para a luta contra aeronaves e finalmente foi enviado ao Somme em obras rodoviárias e em telégrafos.

Em 11 de novembro de 1918 acabou a Primeira Grande Guerra.

continua na próxima postagem ....
           

terça-feira, 4 de março de 2014

OS FILHOS DE JACQUES ROBERT - JOSEPH (1)

Joseph é  o quarto filho de Jacques Robert. Nasceu em Saint-Etiènne, Loire, França em 8 de abril de 1871.

Chegou em Curitiba com os pais e os irmãos, Leonard  e  Caroline, em fins de 1873, com 2 anos de idade. 



Em 20 de outubro de 1894 casou no cartório do Bacacheri com Anna Maria Christina Petersen, veja aqui



Com quem teve pelo menos 4 filhos:

1 - Pedro José, que nasceu em 1895 e faleceu em Cerro Azul dia 22 de novembro de 1914, com 19 anos de idade, por afogamento no rio Ribeira, veja aqui.
Abaixo, cartão enviado por Pedro ao tio Antônio, meu bisavô, em 01 de janeiro de 1910, de Nova Galícia.





Será esta Nova Galícia ? Para assistir um vídeo, clique aqui.

2 - Anna Maria, que nasceu em 23 de setembro de 1896, veja aqui e casou em 2 de dezembro de 1916 na cidade de Cerro Azul com Edmundo von der Osten, veja aqui.

3 - Gustavo Roger, nascido em 16 de fevereiro de 1903, veja aqui.

4Hortência Elfrida, nascida em 04 de janeiro de 1905, casada com Poggio Capelli, veja aqui


Em 1912 possuia um armázem na rua marechal Floriano em Curitiba (seria o mesmo da cunhada Amanda Robert ?)


Almanach do Paraná, 1912, Gêneros

Mesmo  casado e com filhos pequenos, em março de 1915 é convocado pelo exército francês para a  I Grande Guerra, em outubro apresentou-se ao quartel de Saint-Etiènne, sua cidade natal. 

Em 1923 ainda estava na França, pois nesta data enviou um cartão postal para seu irmão Antônio. Em 1927, no casamento de sua filha Hortência, devia estar no Brasil, após a qualificação dos pais da noiva o oficial complementa, "também residentes nesta cidade".

Faleceu em 07 de junho de 1960 em Cerro Azul, de causa ignorada, aos 89 anos de idade. Residia no local Ribeirão Bonito, onde era lavrador. Veja aqui.

As próximas postagens serão sobre a vida militar de Joseph Robert e a apresentação de cartões postais enviados ao irmão Antônio Robert e ao sobrinho Fernandes Robert, meu bisavô e meu avô.

Abaixo, Cerro Azul em 1927, daqui.